25 de novembro de 2009

Intervalo

Diz que o sonho comanda a vida, que sempre que um homem sonha o mundo pula e avança como uma bola colorida nas mãos de uma criança.
Na verdade, na última vez que este homem sonhou, não foi o mundo a pular mas sim eu! Maldito teste de Cálculo Integral e Diferencial I que me assombrava a memória. Foi no mínimo assustador.
Agora é a vez de Química. Se bem que não é tão problemático. Em momentos de concentração e de estudo intenso, tudo serve de justificação para distracção. Se bem sei, e bem que sei, um "nerd" também faz pausas, logo, também eu faço, não uma pausa mas um intervalo, que é de maior duração. Até porque já estou um bocado saturado de "forças moleculares".

Enfim, estava eu aqui a pensar, será que nunca tiveram aquele bichinho de enviar uma SMS à tal pessoa, vocês sabem, aquela pessoa... sem nenhuma razão de ser, e terem o receio de não vos mandar outra SMS como resposta, mas ainda assim tentam?. De certeza que sim. O resultado? Arrependem-se e apenas desejam que a SMS nunca chegue ao destino, mas azar o vosso (e meu), já receberam o relatório de entrega a dar positivo.
Assim como NASA enviar uma expedição a Marte e ficar sem saber se volta. Pois bem, neste caso a expedição há de voltar. Por muito que perigoso seja, ela volta. E a SMS? Sendo uma missão tão mais simples, porque raio apenas recebemos um "mensagem entregue". Fico chateado, quando apenas obtenho essa frase como resposta. Mas que culpa tenho eu? Toda! Se bem me lembro, a iniciativa foi minha.
Mas há que tentar.
Afinal de contas, se a NASA não tentasse, nunca seria uma instituição de grande valor e sucesso naquilo que faz. Tudo bem que não devo ganhar muito sucesso e prestígio a enviar SMS's. Mas há que tentar! Um dia destes ainda serei mais feliz, caso a SMS retorne escrita, e claro bem escrita =).

Mas por enquanto, vou me ficar pelo estudo. Talvez tenha sido o coração a falar mais alto, "Quisá"! Até porque a dita cuja SMS ainda não tem par, não obteve resposta, e provavelmente não terá.