21 de agosto de 2012

Drops of you

Nem que o regresso tenha sido o mais apetecido, mesmo que a viagem pelas nuvens tenha sido sempre sem querer por os pés na Terra, sempre à deriva do vento ou não. Terá sido em vão ou não? Terá sido porque sim, porque apenas iria acontecer? Mas nada lhe veio à mente, nada de brilhante me pôde fazer feliz ou de infeliz pelo excesso de novidades, nada do que tivesse dito teria sentido a minha falta, nem mesmo a minha falta mudasse o disse-se. 
Ela lá aterrou e o vento voltou a mudar.